ÍndiosNoBrasil

Ensaios inéditos sobre a história, a arqueologia e o genocídio indígena expõem a luta pelo direito, pela justiça e pela preservação da memória dos Povos da Floresta.

Índios no Brasil – Vida, Cultura e Morte, organizado pelas historiadoras Maria Luiza Tucci Carneiro e Mirian Silva Rossi, reúne quinze artigos inéditos escritos por especialistas na temática indígena que abordam uma história marcada por violência, violações, atos genocidas, interesses desenvolvimentistas e predatórios e, principalmente, pela preservação de um modo de vida diverso e singular.

 

Em seu texto de apresentação, Maria Luiza Tucci Carneiro afirma: “Índios no Brasil reconstitui fragmentos desse passado e também do presente, com o objetivo de conscientizar os leitores da importância de divulgarmos esta realidade que durante anos se tentou, e ainda se tenta, apagar. Através desta coletânea, pretendemos ajudar a romper os silêncios e dar voz aos povos indígenas que, certamente, devem ter um espaço aberto nas universidades brasileiras como agentes sociais, repletos de sabedoria”.

Para Mirian Silva Rossi, “após ler os artigos que compõem o livro, concebidos pela sensibilidade dos seus autores, que escutaram os grandes silêncios, que observaram os povos e seus territórios, que compreenderam a vulnerabilidade social, econômica e cultural dos povos indígenas, o leitor, certamente, será solidário e mesmo comprometido com as causas dos Povos da Floresta, que são as nossas causas; como brasileiros, como nação brasileira, como cidadãos do mundo”.

Além dos textos, o livro traz um expressivo conjunto de imagens. O primeiro deles descortina diferentes itinerários percorridos por cronistas, religiosos, naturalistas, fotógrafos, antropólogos e outros, que permitem outras leituras do território, do tempo histórico, dos povos indígenas e do acervo do Arquivo Nacional.

O segundo nos mostra as primeiras representações de algumas populações indígenas, de autoria de Hercule Florence, que se configuram importantes testemunhos e provas documentais de um genocídio silencioso. Realizados durante a Expedição Langsdorff (1821-1829), a obra de Florence é uma preciosidade para os estudos da Antropologia e Etnologia, retratando etnias hoje extintas ou descaracterizadas.

A coletânea é resultado do seminário Índios no Brasil – Vida, Cultura e Morte, organizado pelo LEER-USP, em 2015, cuja programação contou com a exposição O Olhar de Hercule Florence sobre os Índios Brasileiros, realizada pelo Instituto Hercule Florence – IHF.

O livro será lançado no dia 09 de abril (terça), às 16h, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (Rua da Biblioteca, 21 – Cidade Universitária, São Paulo, SP), com a participação das organizadoras, de Antonio Florence (IHF) e de representantes dos grupos indígenas.

ÍndiosNoBrasil2