SOS

Às entidades científicas brasileiras

O sistemático desmonte da Educação e da Ciência nacional promovido pelo Governo Federal e o cada vez mais grave descaso do Governo de São Paulo com as instituições de ensino e pesquisa do Estado têm chocado o mundo e colocado em verdadeiro risco as várias funções das Universidades Públicas.

 

As Universidades Públicas Paulistas, irresponsavelmente subfinanciadas, vêm sofrendo o que representa o mais forte ataque à sua manutenção nos últimos tempos, por meio de arrocho salarial, inexistência de plano de recuperação de perdas salariais de servidores docentes e técnico-administrativos, que já somam 12,56% na USP e na Unicamp e 16,04% na Unesp, congelamento de concursos e contratações, falta de perspectivas para a progressão na carreira, ausência de política de permanência estudantil e precarização das condições de trabalho.

Frente à intransigência dos reitores e do Governo do Estado, a Associação de Docentes da Universidade Estadual de Campinas, a ADUnicamp, empenhada em várias ações de mobilização em defesa da Universidade, vem por meio desta solicitar às entidades científicas que se faça divulgar publicamente uma nota de apoio à Universidade Pública Paulista e de repúdio à destruição dessa instituição social, patrimônio da população brasileira.

Apenas com a manifestação firme e coesa da sociedade é que será possível preservar a universidade pública, gratuita, de qualidade e socialmente referenciada.

A Diretoria da ADunicamp
Campinas, 18 de junho de 2018