O físico Luiz Davidovich, professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é o novo presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), entidade independente que comemora seu centenário esta semana, com atividades no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Em entrevista ao Jornal da Ciência, Davidovich, que tomou posse ontem em cerimônia realizada na escola Naval do Rio de Janeiro, condena os cortes feitos nos Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e no da Educação (MEC), e afirmou que a saída para a crise econômica está na ampliação dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento. “O Brasil tem ficado para trás em relação a outros países em desenvolvimento, como a China, a Índia, a África do Sul e a Rússia, que estão apostando em pesquisa em plena crise, porque acreditam que o desenvolvimento científico e tecnológico é fundamental para sair dela”.

Leia mais